17 julho, 2013

Concentração Motard Faro 2013

Motorhead - Killed By Death





Concentração Motard Faro 2013





Faro,

Este ano, comemora-se a 32.  Concentração Motard de Faro, não vou passar um concerto dos Iron Maiden...
...mas vou levar-vos a 1991 quando isto ainda estava no começo.
Eu vivia em Machico, Madeira e o desejo era ter uma mo








t

o e rodar estradas como o Mad Max, lembram?












E tudo muda em Faro com a concentração "motard"














rtp.pt






19 Jul, 2013, 16:31 / atualizado em 19 Jul, 2013, 18:32


Por esta altura, é um dos ruídos habituais no Algarve, mas a cidade nem quer ouvir falar em perder este evento.







O evento é determinante para a economia algarvia nesta época do ano.







Tudo muda com a chegada dos "motards" a vários concelhos do Algarve.







Com o consumo  interno em queda, espera-se que sejam os estrangeiros a dar vitalidade económica à região.







(Com Marcos Celso)

Fotos 
Yamaha








 triumph

Faro 2013

Faro 2013

Faro 2013
Faro 2013

Faro 2013

Faro 2013

Faro 2013


Voa no Sky Car a Hidrogenio para as cidades do Hidrogenio e da Geotermica..
motards



Concentração  Motards juntam-se em Faro


A edição deste ano da Concentração Internacional de Motos de Faro, que arranca na próxima quinta-feira, deverá ter menos participantes devido à crise, com a organização a estimar receber 15 mil inscritos.

Em declarações à Lusa, o presidente do Moto Clube de Faro, José Amaro, admitiu hoje que a manutenção de portagens na Via do Infante (A22) e a crise em Portugal e em Espanha poderão condicionar a vinda de motards, razão pela qual o investimento no evento foi também menor este ano.
"A crise em Espanha pode influenciar, mas esperamos pelo menos receber o pessoal da Andaluzia, que fica aqui perto", afirmou, sublinhando que, tradicionalmente, a maioria dos inscritos é espanhola, seguida dos portugueses e dos ingleses, que muitas vezes vêm de avião.
No ano passado o evento teve cerca de 17 mil inscrições, mas a organização esperava mais de 20 mil.
A 32.ª edição do evento terá como novidade o acesso livre à feira e aos bares, que ficarão localizados à entrada do recinto e estarão abertos ao público, explicou José Amaro, lembrando que isso acontecia nos primeiros anos da concentração.
O programa de animação, que dura quatro dias, será garantido pelos Xutos & Pontapés, Os Corvos, as bandas espanholas Lujuria e Saratoga, a banda britânica Saxon e ainda pelo espetáculo "Le Cabaret Rock", da companhia portuguesa Custom Circus.
As inscrições custam 45 euros, com direito a acampamento e senhas de refeição, havendo ainda disponíveis gratuitamente camaratas na sede do Moto Clube, inaugurada há dois anos em Faro, mas cuja lotação é apenas de 16 pessoas.
Os inscritos têm ainda à sua disposição um autocarro gratuito, entre o recinto, situado em Vale de Almas, junto à Praia de Faro, e a cidade, a partir das 11:00 de quinta-feira e até às 08:00 de domingo.
A primeira edição do evento foi em 1982, data em que o Moto Clube de Faro foi constituído legalmente, e teve uma afluência de cerca de 200 motociclistas, lê-se no ‘site’ da organização.
A fama que foi ganhando ano após ano garantiu-lhe a mudança de nome para Concentração Internacional de Motos, em 1991, sendo na altura o único evento nacional deste tipo, incluído no calendário internacional de concentrações da Federação Internacional de Motociclismo.
Desde 1991 que o Moto Clube de Faro se afirma contra os eventos onde os motociclistas exibem as suas habilidades e proibiu exibicionismos perigosos no recinto, numa estratégia de sensibilização para a segurança lançada em 2006, com a campanha “OK zerOKilled – todos vivos”.

...







  1.  



    Juliette Lewis - "Terra Incognita" The End Records














    Lubang permainan




    CARRO VOADOR (SKY CAR) HYDROGEN ENERGY


    MALÁSIA - 2005

    SÓCIO-ECONOMIA
    População
    106 habitantes
    23,95
    GDP Nominal
    109US$/ano
    86,10
    GDP (paridade do poder de compra)
    109US$/ano
    232,32
    ÍNDICES ENERGÉTICOS
    Consumo de energia global
    quad/ano
    6,63
    Consumo de energia per capita
    106 BTU/ano/hab
    276,83
    Consumo de energia por dolar GDP (PPP)
    103 BTU/US$/ano
    28,54
    Eletricidade gerada por dólar GDP (PPP)
    kWh/US$/ano
    0,00
    Eletricidade gerada per capita
    MWh/ano/hab
    0,04
    ÍNDICES AMBIENTAIS
    Emissão de carbono
    106 t/ano
    36,20
    Emissão de carbono per capita
    t/ano/hab
    1,51
    Emissão de carbono por 103 dolar GDP (PPP)
    t/103 US$
    0,16
    PETRÓLEO
    Reservas
    109 barris
    0,00
    Produção (óleo cru + LGN)
    103 barris/dia
    0,00
    Consumo
    103 barris/dia
    5,00
    Capacidade de refino
    103 barris/dia
    0,00
    GÁS NATURAL
    Reservas
    1012 cf
    0,00
    Produção
    1012 cf/ano
    0,00
    Consumo
    1012 cf/ano
    0,00
    CARVÃO
    Reservas
    109 st
    0,00
    Produção
    106 st/ano
    0,06
    Consumo
    106 st/ano
    0,07
    ELETRICIDADE
    Capacidade de geração
    GW
    0,31
    Capacidade hidráulica
    GW
    0,28
    Capacidade nuclear
    GW
    0,00
    Capacidade geotérmica e outros
    GW
    0,00
    Capacidade térmica
    GW
    0,03
    Geração
    TWh/ano
    1,02
    Geração hidráulica
    TWh/ano
    1,00
    Geração nuclear
    TWh/ano
    0,00
    Geração geotérmica e outros
    TWh/ano
    0,00
    Geração térmica
    TWh/ano
    0,02
    BIOMASSA
    quad/ano
    0,11



    Kuala Lumpur-Malásia



    Viajamos até Kuala Lumpur, capital da Malásia. Situada a 30 km do estreito de Malaca, é única cidade do mundo com uma floresta milenar dentro dos seus limites. Uma cidade em permanente construção, onde o moderno e o mais tradicional convivem na perfeição.
    Bem-vindos a Kuala Lumpur!

    Edgar Prates, 36 anos, diretor de marketing, natural de Faro. Encontramos Edgar no famoso mercado de Petaling Street, um mercado das falsificações, onde se encontra tudo dez vezes mais barato. De seguida, viajamos até Kuantan, uma zona subdesenvolvida mas que está a mudar com a construção do parque industrial China-Malásia. Edgar explica que tem sempre duas malas, uma para o trabalho, onde tem sempre um punhal islâmico e outra mala com roupa de praia para mergulhar, ao final do dia, na praia de Cherating. Por fim, Edgar mostra-nos Malaca, um sítio inspirador que o faz lembrar Portugal pela sua cultura, a música e algumas tradições e onde existe a Praça dos Portugueses, um espaço dado aos portugueses nos anos 30.

    João Antunes, 30 anos, gestor de projeto, natural de Leiria. Bem no centro de Kuala Lumpur, em Jolan Pinag, conhecemos a casa de João, num 33º andar e conseguimos perceber que a cidade está sempre em construção e que no elevador não existe o número 4, porque em chinês esse número quer dizer morte, passando assim do 3º andar para o 3ºA e depois para o 5º. Vamos até ao mercado de Chow Kit, um mercado muito tradicional, aproveitamos para conhecer uma casa típica malaia, onde os sapatos ficam à porta. Em Merdeka vimos a junção dos dois rios que deu o nome a Kuala Lumpur, que quer dizer canal lamacento. Num bairro característico chinês, em Jalon Alor, João mostra-nos várias frutas típicas e têm um jantar bem tradicional, onde come pela primeira vez rã. Despedimo-nos do João em Chang Kat uma rua totalmente europeia.


    Diana Oliva, 29 anos, arquiteta de interiores, natural de Lisboa. Diana mostra-nos Batu Caves umas grutas naturais que têm templos Indus. De seguida vamos conhecer Frim – Kepong, uma antiga mina de estanho que agora é uma floresta que fica a 15 minutos do centro. Diana entra num consultório de acupuntura, em Kota Damasara, onde nos apresenta a Dra. Hin que nos explica os benefícios da acupuntura. Em KLCC Park podemos ver as Petronas Towers e o espetáculo de luz e som que acontece na fonte do parque. No Roof Top Pool Bar, o bar mais famoso da cidade, Diana despede-se com saudades de Portugal.

    Hugo Pacheco, 30 anos, Brand manager, natural de Moura. É em Brickfields, mais conhecido por Little India, que encontramos Hugo a tomar um típico pequeno-almoço indiano. Ao passear pelas ruas de Brickfields, Hugo fala do choque cultural que teve quando chegou há 5 anos, mas das primeiras coisas que viu foi a igreja da Nossa Senhora de Fátima, o que lhe deu “um cheirinho a casa”. Vamos conhecer a terra da mulher de Hugo, Ipoh, onde existe o Templo Chinês e Hugo explica que a maioria das divindades chinesas está ligada ao dinheiro. Foi em casa dos sogros de Hugo que conhecemos um snack tradicional vegetariano, Pakora, que é acompanhado sempre pelo chá. Por fim, Hugo leva-nos a conhecer a melhor vista da cidade, em Ampong Point, um local de eleição dos malaios que, como não bebem álcool, aqui socializam através da comida.















    Leis da Termodinâmica
    A termodinâmica é baseada em leis estabelecidas experimentalmente:
    • Lei Zero da Termodinâmica [Ref. 3][Ref. 12] determina que, quando dois sistemas em equilíbrio termodinâmico têm igualdade de temperatura com um terceiro sistema também em equilíbrio, eles têm igualdade de temperatura entre si. Esta lei é a base empíricapara a medição de temperatura. Ela também estabelece o que vem a ser um sistema em equilíbrio termodinâmico: dado tempo suficiente, um sistema isolado atingirá um estado final – o estado de equilíbrio termodinâmico – onde nenhuma transformação macroscópica será doravante observada, caracterizando-se este por uma homogeneidade das grandezas termodinâmicas ao longo de todo o sistema (temperatura, pressão, volumes parciais … constantes).
    • Primeira Lei da Termodinâmica [Ref. 3][Ref. 12]fornece o aspecto quantitativo de processos de conversão de energia. É o princípio da conservação da energia e da conservação da massa, agora familiar, : “A energia do Universo, sistema mais vizinhança, é constante”.
    • Segunda Lei da Termodinâmica [Ref. 3][Ref. 12] determina de forma quantitativa a viabilidade de processos em sistemas físicos no que se refere à possibilidade de troca de energia e à ocorrência ou não destes processos na natureza. Afirma que há processos que ocorrem numa certa direção mas não podem ocorrer na direção oposta. Foi enunciada por Clausius da seguinte maneira: “A entropia do Universo, [sistema mais vizinhança], tende a um máximo”: somente processos que levem a um aumento, ou quando muito à manutenção, da entropia total do sistema mais vizinhança são observados na natureza. Em sistemas isolados, transformações que impliquem uma diminuição em sua entropia jamais ocorrerão.
    • Terceira Lei da Termodinâmica [Ref. 3][Ref. 12] estabelece um ponto de referência absoluto para a determinação da entropia, representado pelo estado derradeiro de ordem molecular máxima e mínima energia. Enunciada como “A entropia de uma substância cristalina pura na temperatura zero absoluto é zero”.

    Motor Termico (maquina a carvao)

     
    Maquina a Vapor o principio do funciomento é igual.
    Steam engine in action.gif

    Motor de Combustão Interna (gas, petroleo, etanol)

    Petroleo um ano acima dos 100 dolares ao baril
    2012 – 110 dolares 1,65 euros litro da gasolina
    2008 150 dolares 1,52 euros litro da gasolina
    2011 100 dolares 1,52 euros litro da gasolina
    2012 110 dolares 1,65 euros litro da gasolina




























































Nenhum comentário:

Postar um comentário

midnightduke8 procure este none no Google
Find in the Google this name midnightduke8

(PIEH) Parceria Internacional para a Economia do Hidrogênio
(IPHE) International Partneship for lhe Hidrogen Economy