22 outubro, 2014

Aterragem Porto Portugal






 O meu nome é Duke. Este é o meu mundo.



 Aterramos Onde você quiser, somos divulgadores da (PIEH) , Parceria Internacional Para a Economia do Hidrogênio. Soluções ambientais existem na área do hidrogênio que aleados á Produção de Energia a partir da geotérmica fazem a diferença. Venha descobrir algumas de uma forma divertida ...

 (PIEH) Parceria Internacional para a Economia do Hidrogênio.


vinho




Ignoro se o veículo é de pilha de combustível e  motor elétrico ou de combustão direta do hidrogénio em motor de explosão.
O que interessa, porém, é que o hidrogénio é obtido, julgo que por eletrólise, a partir de energia eólica no local.
Fica assim demonstrado que é mentira o que alguns técnicos dizem, que há excesso de capacidade  instalada de produção eólica em Portugal.
É verdade que sim, o negócio da produção de energia elétrica a partir de gas natural e de abastecimento de automóveis por gasolina e gasóleo seria prejudicado, e lá se iriam as maravilhosas vantagens da liberalização dos mercados de energia.
Mas basta pensar que cerca de 40% da energia primária é consumida em transportes para se ver que haveria sempre consumidores disponíveis, nem que fosse o transporte ferroviário noturno de mercadorias. E mesmo que não houvesse, a exportação de energia elétrica é outra solução, eventualmente recorrendo a linhas de alta tensão de tensão contínua (terão discutido isto na última cimeira ibérica, ou não farão ideia?). Dificuldade de financiamento? Para que serve o QREN, agora horizonte 2020? Além de que Energia tem sempre retorno para garantir o empréstimo.
Devia haver um juramento para os técnicos de engenharia semelhante ao juramento de Hipócrates: colocar a saúde energética da comunidade acima de tudo.
O posto de abastecimento da fotografia é fornecido pela HydraFLX, de Austin, Texas, fornecedora do Departamento da Defesa (DoD) dos USA:
http://www.hydraflx.com/index.html

Segundo o site da empresa, o hidrogénio é competitivo a partir de 87 dólares/barril de petróleo.
Interessante, se o governo português propusesse uma parceria com o referido DoD, agora que se fala tanto no pós-troika.

PS - Confirmado, os veículos são de pilha de combustível e o hidrogénio é obtido por eletrólise. É uma pena ficarmos para trás, depois do sucesso que foi a experiencia com autocarros elétricos de pilha de combustível no Porto:
http://www.fleetsandfuels.com/fuels/hydrogen/2012/02/gm-fuel-cell-cars-for-the-u-s-military/

...
08-11-2010
Em cinco cidades europeias
Bruxelas apoia projecto com autocarros a hidrogénio
 A União Europeia vai financiar o projecto CHIC – Clean Hydrogen in European Cities, que permitirá colocar 26 autocarros movidos a hidrogénio em operação regular diária em cinco cidades europeias. Pelo menos três fabricantes – Mercedes-Benz, Van Hool e Wrightbus – irão fornecer autocarros com tecnologia de célula de combustível e motorização híbrida para este projecto.
O projecto está baseado na introdução gradual de autocarros movidos a hidrogénio e com tecnologia de célula de combustível e tem como objectivo dotar as frotas de autocarros com veículos a célula de combustível e a necessária infra-estrutura. Os veículos irão estar ao serviço em Aarau, Bolzano, Milão, Londres e Oslo. A experiência irá levar em conta outros projectos que estão a decorrer em cidades como Berlim, Hamburgo, Colónia e Whistler (Canadá), que já participaram nos projectos anteriores CUTE e HtFLEET:CUTE, que se realizaram entre 2003 e 2009. A experiência ganha no projecto irá ajudar a apoiar e guiar 14 regiões na Europa durante a próxima fase, à medida que começaram a implementar as frotas de autocarros a célula de combustível e a infra-estrutura correspondente.
A Mercedes-Benz irá fornecer autocarros Citaro FuelCELL Hybrid para o projecto CHIC, que serão utilizados ao abrigo do seu programa de testes de larga escala em frotas. Graças a melhoria dos componentes da célula de combustível e à hibridização com baterias de iões de lítio, este veículo consome menos 50 por cento de hidrogénio do que o modelo da geração anterior. O autocarro a célula de combustível tem uma autonomia de aproximadamente 250 quilómetros. O sistema de propulsão com célula de combustível praticamente dispensa manutenção e oferece uma elevada vida útil.
por: Carlos Moura
Comentarios AP2H2

Toyota a Célula de Combustível chama-se Mirai

O futuro chegou e chama-se “Mirai”, anunciou Akio Toyota, presidente da Toyota Motor Corporation no dia do lançamento do Toyota a célula de combustível

“Mirai” é o nome do Toyota movido a cél... Ver mais

Kangoo ZE-H2 Apresentado em Lisboa no Complexo da Carris pela AP2H2 e a SymbioFCell em parceria com a Renault Portuguesa e a Air Products/GASIN.
Este novo modelo com um raio de acção duplo da versão a baterias é silencioso e não emite CO2.... Ver mais
 — em Complexo da Carris. (5 fotos)

Foto de Associação Portuguesa para a Promoção do Hidrogénio - AP2H2.

Foto de Associação Portuguesa para a Promoção do Hidrogénio - AP2H2.

Foto de Associação Portuguesa para a Promoção do Hidrogénio - AP2H2.

Foto de Associação Portuguesa para a Promoção do Hidrogénio - AP2H2.
AP2H2: Apresentação Kangoo ZE-H2 a 6 e 7 de Novembro no Compelxo da Carris. Inscrição Obrigatória

A AP2H2 e a Symbio Fuel Cell, em parceria com a Renault Portuguesa e com o apoio da Air Products/GASIN realizam nos próximos dias 6 e 7 de Novembro a apresentação ao mercado Português do HyKangoo ZE-H2, a apresentação terá lugar no Complexo de Stº Amaro da Carris, Rua 1º de Maio, 103 – Lisboa.

Est...
 Ver mais
1º BUSINESS LUNCH AP2H2/2014
7 de Novembro, 12h30, Salão Nobre da Carris, Lisboa

"Que desafios nos próximos passos para a adopção do hidrogénio?"

A Oradora convidada Rosário Macário, Doutorada em Sistemas de Transportes, é Professora Associada de Transportes e Vias de Comunicação do Instituto Superior Técnico (IST), professora convidada da Faculdade de Economia Aplicada da Universidade de Antuér...
 Ver mais
Estados Membros têm de desenvolver mercado de combustíveis alternativos até 2016

O Conselho da União Europeia aprovou a 29 de setembro a diretiva sobre a implantação de infraestruturas de combustíveis alternativos (COM 2013/18).

O novo pacote legislativo obriga os Estados-Membros a implementarem políticas nacionais para o desenvolvimento do mercado de combustíveis alternativos, bem como as suas...
 Ver mais
AP2H2 vai novamente a votos a 29 de Outubro
O futuro da AP2H2 esteve em cima da mesa, na Assembleia Geral da associação que decorreu no dia 22 de Setembro, nas instalações do Instituto Superior Técnico, em Lisboa.


Meu nome é Duke. Isto é o Sky Car. Esta são Cidades do Hidrogenio e da Geotermica O trabalho apresentado neste blog, é um estudo de nichos sociais existentes em muitas das cidades visitadas. Muitos dados estão incorrectos, precisam de confirmação científica. Outros dads seguiram rigorosos critérios de investigação por muitos dos autores, a quem agradeço pelo seu trabalho. Peço desculpa por qualquer erro, baseado nas traduções do que eu escrevo aqui. Pois o meu conhecimento linguitico sobre tais linguas provem do tradutor do Google. As marcas apresentadas aqui tem todos os direitos sobre invenções ou trabalhos científicos citados. A cópia ou reprodução é punível nos termos da lei do país em que o crime de plágio é cometido. Obrigado ... Mid Night Duke ...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

midnightduke8 procure este none no Google
Find in the Google this name midnightduke8

(PIEH) Parceria Internacional para a Economia do Hidrogênio
(IPHE) International Partneship for lhe Hidrogen Economy