17 julho, 2015

Moto a Hidrogênio de motor de combustão interna

...



Do UOL, em Ribeirão Preto (SP) 
Moto motor de combustão interna de Hidrogenio

 Ouvir

0:00

Moto que anda até com água do Tietê faz 500 km por litro




1 / 4Fernando de Souza /Staff News

Um sistema desenvolvido pelo funcionário público Ricardo Azevedo, 56, é capaz de fazer com que motocicletas utilizem o hidrogênio como combustível. A moto é abastecida com água e o hidrogênio é retirado da molécula dela
Andar até 500 quilômetros sem uma gota de gasolina. E, ao reabastecer, conseguir encher o tanque de graça, em qualquer torneira. Não, não se trata do sonho de um motoboy. Esse é o resultado de um sistema, desenvolvido pelo funcionário público Ricardo Azevedo, 56, capaz de fazer com que motocicletas utilizem o hidrogênio obtido através da água como combustível.
Diversos leitores escreveram para o UOL duvidando que o experimento seja verdadeiro. Tentamos solucionar algumas das dúvidas neste link
Nomeado Moto Power H²O, o sistema utiliza os princípios da propulsão por hidrogênio, já conhecido da indústria automobilística. A inovação foi fazer o sistema ser acoplado a uma motocicleta. "Essa tecnologia pode ser adaptada em caminhões, ônibus, carros, enfim, qualquer veículo. E é muito eficiente", ressalta ele.
Azevedo, que já foi mecânico e preparador de motos de corrida, desenvolveu seu produto na garagem de casa, em Itu (SP), onde mora, em momentos de folga, especialmente nas madrugadas. Ele teve a ajuda de seu filho, Gabriel Azevedo, que é químico. "Eu cuidei da parte de mecânica e meu filho acrescentou conhecimentos de química que eu não tinha. Fizemos tudo com um grande embasamento científico", disse.
Ele explica que o sistema é composto por um reservatório de água, colocado na parte traseira da moto. Esse reservatório é ligado, por um cano, a um recipiente que fica ao lado da roda traseira onde Azevedo acoplou uma série de placas metálicas negativas e positivas, com canais de diferentes diâmetros e ranhuras intercalados.
As placas são alimentadas por uma bateria de carro, acoplada próximo à roda traseira. Segundo Gabriel Azevedo é essa bateria que provém a energia necessária para realizar a eletrolise. "O sistema não é interligado na bateria da moto, é uma bateria. 



Tudo sobre Hidrogenio, preço, consumo, etc, etc, …

 O meu nome é Duke.

 Este é o meu mundo.



 Aterramos onde você quiser, somos divulgadores da (PIEH) , Parceria Internacional Para a Economia do Hidrogênio. Soluções ambientais existem na área do hidrogênio que aleados á produção de Energia a partir da geotérmica fazem a diferença. Venha descobrir algumas de uma forma divertida ...

 ... Tudo sobre Hidrogenio, preço, consumo, etc, etc, …




Concentração Motard, Moto Hidrogenio, Faro

faro

Moto de celula a hidrogenio cartoons


faro
Concentração Motard Faro em outros anos
Vamos Divertir–nos


motards



Moto a celula de Hidrogenio



A Inteligent Energy, empresa britânica de ciência e tecnologia, criou uma motocicleta politicamente correta para o meio-ambiente. Batizado de ENV (Emissions Neutral Vehicle), o projeto chama atenção por utilizar células de hidrogênio como fonte de combustível, o que faz dele um veículo verdadeiramente neutro em emissões, como diz no nome.

O processo que gera a energia para o funcionamento da máquina de duas rodas é muito similar ao da eletrólise, metodologia química que separa os elementos químicos de um composto através do uso da eletricidade.

Ao final da reação, observa-se a eliminação de água pelo escapamento da moto. De acordo com os engenheiros, o líquido expelido poderia até mesmo ser ingerido, em função de sua enorme pureza.

As células de hidrogênio são acomodadas em um recipiente do tamanho de uma caixa de sapatos, que fica alojado no local convencional dos tanques de combustíveis. O diferencial neste modelo é que a fonte de energia pode ser destacada e utilizada em qualquer outro lugar.

O motor da ENV é formado por seis propulsores elétricos de 48 volts, ligados a quatro baterias ácidas de 12 volts em série, que geram aproximadamente 8 cv de potência. A velocidade máxima do equipamento é de 80 km/h, enquanto a autonomia beira os 160 km.

A transmissão secundária é feita por uma correia de relação 6:1. Não há troca de marchas, já que o sistema dos motores elétricos dispensa o uso de câmbio e embreagem.

No visual, a motocicleta impressiona pelo estilo futurista e em sua semelhança com os modelos off-road da atualidade. Leveza é outro atributo da ENV, que pesa somente 80 kg.

Segundo estimativas do mercado europeu, a empresa responsável pela criação deve produzir cerca de dez mil modelos até o próximo ano. O preço deve ficar em torno dos 14 mil euros.

(PIEH) Parceria Internacional para a Economia do Hidrogênio


Meu nome é Duke. Isto é o meu bolg.
Esta são Cidades do Hidrogenio e da Geotermica.
O trabalho apresentado neste blog, é um estudo de nichos sociais existentes em muitas das cidades visitadas.
Muitos dados estão incorrectos, precisam de confirmação científica. Outros dados seguiram rigorosos critérios de investigação por muitos dos autores, a quem agradeço pelo seu trabalho.
Peço desculpa por qualquer erro, baseado nas traduções do que eu escrevo aqui. Pois o meu conhecimento linguitico sobre tais linguas provem do tradutor do Google.
As marcas apresentadas aqui tem todos os direitos sobre invenções ou trabalhos científicos citados. A cópia ou reprodução é punível nos termos da lei do país em que o crime de plágio é cometido.
Obrigado ... Mid Night Duke ...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

midnightduke8 procure este none no Google
Find in the Google this name midnightduke8

(PIEH) Parceria Internacional para a Economia do Hidrogênio
(IPHE) International Partneship for lhe Hidrogen Economy